"Dai-me a liberdade do meu coração que eu vos dou a minha completa emoção" Betimartins

Betimartins

As palavras fluindo do meu coração.

Mahatma Gandhi "Dai-me um povo que acredita no amor e vereis a felicidade sobre a terra."
Textos



Entre as minhas solidões está uma triste alma, antiga!
Tão triste e se sentindo ainda muito sozinha nesta vida
Mesmo, ela estando perante uma grande multidão
Ela se cala e fica muda, na sua dor e na sua desilusão...

 
Queria poder dizer a ti, minha alma tão querida e amiga
Que tu não chores! Ri-te das coisas que foram perdidas
Festeja a tua liberdade e o teu novo rumo, em alegria
Dança a canta e rodopia pela bela estrada da tua vida!

Mas eu fico de costas voltada á minha alma, bem amuada!
Zangada comigo mesmo, pensando, porque eu sou assim...
E as lágrimas teimam em cair e ao mesmo tempo, eu rio!

Não ligues alma amiga, deixa-me a só com as amarguras da vida
E não iludida com os seres que ainda cruzam na minha real vida
Só assim curarei as decepções e as desilusões dos seres caminhantes...

 
Betimartins
Enviado por Betimartins em 07/01/2018

Música: the sound of silence - Paul Simon

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
A alma do poeta é a porta dos sonhos por muitos ainda não sonhados.